Blog Imaginado

Geral

PME’s: Truques para uma gestão em tempos de crise

No mundo empresarial, ter sucesso significa ter a capacidade de adaptação às alterações, por vezes, dramáticas do mercado. Para sobreviver às crises há que manter a cabeça fria e escolher estrategicamente onde pode reduzir custos de forma inteligente, sem nunca comprometer a qualidade dos serviços e/ou produtos, nem colocar o ordenado das equipas em causa.

No presente artigo falaremos das ferramentas certas para realizar e acompanhar as tarefas diárias. É aqui que as tecnologias de informação vão mostrar ser o melhor amigo de uma gestão responsável e dinâmica. Cabe à liderança, nos momentos de crise manter o rumo da empresa e encarar a crise como uma oportunidade.

O primeiro exemplo que podemos dar é a ferramenta BPMS ou Business Process Management Software. Esta trata-se de uma ferramenta de melhoria e padronização dos processos que tem como objetivo satisfazer o cliente, aumentar a eficácia e eficiência da empresa, como um todo. Através da gestão de processos, a empresa é capaz de analisar, definir, executar, monitorar e gerir os processos com mais efetividade, ganhando competitividade no mercado onde trabalha, diminuindo custos e consequentemente aumentando a margem de lucro.

Quando se definem todos os processos de uma organização seguindo os princípios de BPM estamos a facilitar a tomada de decisão do gestor, porque todo o processo é delineado ao detalhe, são identificados os intervenientes em cada um passo, assim como, os objetivos. Assim reconhecemos quais são os passos mais importantes para o negócio e identificamos os responsáveis, ajudando a gestão, sem duplicar passos, nem custos.

Consegue cumprir o mesmo objetivo, reduzir custos, com um ERP. Um Enterprise Resource Planning é um excelente exemplo de um software de gestão adaptável às necessidades das organizações, é mais barato que as opções tradicionais e mais fácil de implementar, o que geralmente se associa a menos custos. Esta ferramenta é um software de gestão que permite juntar todos os processos críticos de gestão empresarial (as vendas, o controlo e gestão de stock, gestão de produção, distribuição e a área financeira) num único sítio, permitindo a interligação e partilha de informação pelos diferentes departamentos, de forma mais eficiente, segura e a tempo real.  

Outra estratégia para conseguir poupar apostando em tecnologia é a virtualização, aplicacional ou de desktops. Independentemente do tipo de virtualização que escolher, irá sempre conseguir poupar, porque esta ferramenta permite que determinado software instalado no servidor ou na cloud seja acessível em qualquer máquina, e por isso, compatível a qualquer sistema operativo diminuímos os custos na compra de outros SO e hardware, já que a compatibilidade é um dado adquirido à partida. Por outro lado, a virtualização diminui os custos no consumo de eletricidade drasticamente porque deixa de existir a necessidade de alimentar e arrefecer as máquinas físicas.

Estes são apenas três exemplos de como conseguir poupar de forma inteligente usando as tecnologias de informação, mas as Tecnologias Imaginadas poderão ajudá-lo a identificar outras e a perceber quais as ferramentas que melhor se adequam à realidade e dimensão do seu negócio, ajudando-o a baixar custos e a garantir que ultrapassa mais um cenário de crise.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Outubro 2020
S T Q Q S S D
« Jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
Suporte
para clientes

SUPORTE PARA CLIENTES

É cliente Tecnologias Imaginadas? Precisa de ajuda? A nossa equipa assiste-o com suporte completo em todos os seus desafios informáticos.